• Notícia FM

Ação que pendura lanches em varal para moradores de rua chega a 5 mil doações em Limeira

Completou 100 dias em Limeira (SP) uma iniciativa na qual voluntários penduram lanches em um varal para que moradores de rua possam se alimentar durante a pandemia do novo coronavírus. Neste período, o grupo de voluntários Juntos Para o Bem chegou à marca de cerca de 5 mil doações realizadas.

Hoje, a iniciativa, que é mantida com a ajuda dos voluntários e colaboradores, também já distribui cobertores, agasalhos, máscaras e produtos de higiene pessoal."Nosso maior objetivo desde o início era despertar nas pessoas o desejo de fazer o bem sem olhar a quem. Nós conseguimos atingir pessoas de outras cidades que também elaboraram o varal do bem e isso foi muito gratificante", revela a voluntária.Ela teve a ideia do projeto ao avaliar que essas pessoas, que já são "invisíveis para a sociedade", ficaram ainda mais vulneráveis em meio à pandemia do novo coronavírus. Então, passou a pendurar os lanches em uma avenida de Limeira.

Essa foi a alternativa encontrada por ela e outros voluntários para manter um projeto social que integram há seis anos e que, durante a pandemia, teve de suspender a entrega de sopas diretamente às pessoas auxiliadas, como prevenção à propagação da Covid-19.

Gislaine destaca que o maior objetivo é multiplicar o número de pessoas solidárias com o próximo.

"A lição que nós tiramos de tudo isso, de todo esse aprendizado, é que você também pode fazer o bem para o próximo sem julgar, sem esperar nada em troca, em qualquer época do ano. Esse é o maior objetivo do nosso projeto: despertar nas pessoas o desejo de ajudar o próximo".O "Juntos Para o Bem" tem hoje 30 voluntários, entre colaboradores e atuantes, e trabalha em duas frentes: além do auxílio a pessoas sem casa, levam mantimentos a famílias de baixa renda.

"Além de ajuda com uma cesta básica todo mês, a gente orienta no que for preciso, para um médico, para alguma coisa relacionada à prefeitura. A gente dá a direção para eles", explica Gislaine.Em meio ao isolamento social, no entanto, ela vê a situação dos moradores de rua ainda mais em evidência. "Eles reclamam que as pessoas querem ainda mais distância deles agora".O varal foi criado a partir de uma outra ação desenvolvida pelos voluntários, na qual roupas de frio foram penduradas em uma árvore para que fossem retiradas por quem precisava.

Já o ponto de retirada de lanches foi instalado na Avenida Rio Claro, em frente ao número 173, onde funciona uma loja de Gislaine. Diariamente, entre 30 e 35 unidades são disponibilizadas às 19h. Em alguns dias, há até fila de espera pelos alimentos.Além do alimento, a pessoa auxiliada recebe uma mensagem de esperança. Nos saquinhos dos lanches, são escritas frases como "tenha fé", "tudo vai passar" e "confie em Deus".

Algumas entregas do projeto são acompanhadas com live em rede social e um bate-papo com os auxiliados, mas que também teve de ser interrompido durante a pandemia. "Às vezes, eles nem querem comer. Por estar em situação de rua, às vezes querem conversar", revela a comerciante.(fonte site G1 Campinas)


5 visualizações

NOTÍCIA FM

LIGOU, VIROU NOTÍCIA

Faz 40 anos que a Notícia FM é recebida pelos ouvintes em suas casas, 40 anos que a Notícia FM os acompanha no carro e no trabalho, com entretenimento, informação e boa música.

LINHA DO OUVINTE

19 3408.8080


Rua Rui Barbosa, 474 - Centro

13465-280 - Americana - SP

SOCIAL NOTÍCIA FM

Notícia FM 88,9      © 1980 - 2020      TODOS OS DIREITOS RESERVADOS