Corpo de Seu Francisco, pai de Zezé Di Camargo e Luciano, é enterrado em cemitério de Goiânia

O corpo do pai de Zezé Di Camargo e Luciano, Francisco José de Camargo, que morreu aos 83 anos, foi enterrado no fim da tarde desta terça-feira (24), no Cemitério Jardim das Palmeiras, em Goiânia. Ele faleceu após ficar 14 dias internado em um hospital particular da capital e sofrer uma parada cardiorrespiratória. Ao longo da cerimônia, familiares e famosos prestaram as últimas homenagens a Seu Francisco, como era carinhosamente chamado.

O velório começou às 10h. Por volta das 17h, sob aplausos, parentes e amigos deixaram a capela em que o corpo era velado para seguir para o túmulo. Os filhos Zezé e Wellington Camargo levaram o caixão durante o cortejo, que não foi acompanhado pela viúva de Seu Francisco, Helena Camargo, de 75 anos. O enterro ocorreu às 17h30.

Dezenas de pessoas acompanharam o cortejo. Segundo a família, a cerimônia não seria aberta ao público em virtude da pandemia do coronavírus. No entanto, fãs foram ao local e fizeram filas para tentar se despedir. Durante a caminhada até o túmulo, eles cantaram várias músicas de Zezé Di Camargo e Luciano, como "No dia em que eu saí de casa" e "É o amor". Os familiares acompanharam o sepultamento em uma área separada dos demais presentes por meio fita. Durante todo tempo, Zezé foi abraçado pela namorada, Graciele Lacerda, e pela filha Wanessa Camargo. A família acenou aos fãs em agradecimento.

Apesar de não seguir com o cortejo, durante todo o velório, Helena Camargo, de 75 anos, não saiu do lado do caixão e foi consolada por amigos e parentes. Ao deixar a capela ao fim da cerimônia, Helena foi aplaudida. Já Luciano, que mora em São Paulo, não compareceu, porque está com Covid-19. Famosos, como a dupla Di Paulo e Paulino e o cantor Marrone, e autoridades, como o prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB), também compareceram ao cemitério. Durante o velório, Zezé chorou ao falar sobre a morte do pai. Segundo o cantor, as lágrimas vieram por saber que não veria mais o sorriso que tanto gostava. "Estou o emprestando um pouquinho para Deus. É um ser muito especial. Está deixando um exemplo na Terra", disse Zezé, emocionado. Ao lado de Di Paulo e Paulino, ele tocou sanfona e cantou "É o amor", um dos maiores sucessos de Zezé e Luciano (assista acima). O filho mais velho de Seu Francisco precisou ser amparado pela filha, Wanessa Camargo e pelo irmão Welington ao fazer a homenagem.

Algumas horas antes do velório, Zezé fez uma homenagem ao pai pelas redes sociais. Como não pôde comparecer ao velório, devido ao diagnóstico de Covid-19, Luciano fez um post nas redes sociais, o cantor lamentou a morte do pai: "Pai, meu eterno amor. Minha saudade infinita. Te amo".


Fonte: G1

2 visualizações0 comentário