• Notícia FM

Mãe que obteve direito de cultivar planta para tratar filhos autistas em Campinas

“Eu posso dizer que os meus meninos são uma criança antes e [outra] depois da cannabis”. A frase da mãe de dois garotos, de 10 e 7 anos, diagnosticados com Transtorno do Espectro Autista (TEA), acompanha a descrição do desenvolvimento dos filhos – com melhora no humor, na qualidade do sono e da interação – a partir do tratamento com óleo rico em canabidiol (CBD), elemento não psicoativo da cannabis sativa.

A mulher e o marido moram em Campinas (SP) e obtiveram, com apoio da Defensoria Pública, permissão judicial para cultivar maconha em casa unicamente para produzir o óleo prescrito para tratamento dos filhos. A família pediu para não ser identificada. As crianças começaram o tratamento com o óleo de cannabis em abril de 2019. A mãe afirma que ele trouxe resultado que os medicamentos tradicionais nunca alcançaram. No entanto, o alto custo do óleo de cannabis importado (R$ 2,5 mil pelo frasco de 30 ml) e a oscilação na entrega da única associação com permissão para produzir o óleo no Brasil podiam prejudicar o desenvolvimento. Por isso, a família procurou a Defensoria Pública em maio do ano passado para começar o processo que resultou no habeas corpus concedido pelo Tribunal de Justiça do Estado (TJ-SP) em 16 de junho deste ano. A vitória só veio com recurso em segunda instância, após rejeição na primeira decisão.“A cannabis não é cura para o autismo, ninguém está falando em cura, mas ela ajudou muito”, pondera a mãe. As duas crianças tomavam, há anos, medicamentos psicotrópicos (que atuam no sistema nervoso central e modificam percepções), anticonvulsivos e suplementos para dormir. Até hoje, ainda fazem uso de parte dos remédios, mas com redução drástica.

Médico psiquiatra e professor da PUC-Campinas, Osmar Henrique Della Torre afirma que o tratamento com o óleo a base de cannabis é promissor e apresenta melhorias aos pacientes. Ele pondera que ainda há necessidade de mais estudos para analisar os efeitos dos canabinoides sobre os transtornos mentais.

Para a família de Campinas, o tratamento se tornou um aliado que aumentou, segundo a mãe, a felicidade e capacidade de sociabilidade das crianças.(fonte site G1 Campinas)


2 visualizações

NOTÍCIA FM

LIGOU, VIROU NOTÍCIA

Faz 40 anos que a Notícia FM é recebida pelos ouvintes em suas casas, 40 anos que a Notícia FM os acompanha no carro e no trabalho, com entretenimento, informação e boa música.

LINHA DO OUVINTE

19 3408.8080


Rua Rui Barbosa, 474 - Centro

13465-280 - Americana - SP

SOCIAL NOTÍCIA FM

Notícia FM 88,9      © 1980 - 2020      TODOS OS DIREITOS RESERVADOS